a25ba0f02d020691809cbe79dc403604

Deltan é um impasse. Deve ser afastado, mas não pode ser

O final de semana promete ser movimentado e começou, já nesta sexta, com a contratação de Deltan Dallagnol, por R$ 33 mil, para uma fazer uma palestra – vê-se pelas mensagens que um evento de propaganda de seus produtos – para uma empresa citada nas delações da Lava Jato.

O episódio, como a “leva” de diálogos anteriores também publicada pela Folha, expõe a gula do promotor em lucrar com a notoriedade alcançada nos processos da Lava Jato e o abandono de qualquer vestígio de moralidade no exercício do cargo.

Virou garoto-propaganda (não só pela palestra paga, mas por sua utilização em vídeo promocional da empresa, veja aqui), numa descarada exploração pecuniária do prestigio alcançado entre os que o viam como símbolo do combate à corrupção.

Dá para qualquer um entender como tinha transformado os processos em fonte de renda pessoal e, portanto, a necessidade de condenar para que isso gerasse mais e sempre lucro.

Seu próprio afastamento do processo que envolvia os donos da sua contratante é mostra de que fazia a tal “Força Tarefa” como uma quadrilha, onde se distribuíam os casos de maneira a acobertar as promiscuidades havidas.

Os mais renitentes ainda vão insistir – por um breve tempo, pois mais virá – que não se trata de um problema legal, mas meramente ético.

É inútil, porque Deltan e sua trupe de procuradores tornaram-se uma fonte de desmoralização para todo o sistema de Justiça.

O raciocinio popular é bem mais simples, sem filigranas e verdadeiro: o promotor levou dinheiro das empresas.

A reação do desembargador Jorge Antonio Maurique, do TRF-4 e ex-presidente da Associação de Juízes Federais é um sinal do clima que se criou no Judiciário, ao dizer que “impressiona que não haja indignação no mundo jurídico com o conteúdo, e sim com a forma” da revelação dos diálogos é sinal de que, si, começa a se expressar uma crescente indignação.

Tornou-se imperioso o afastamento e Deltan Dallagnol, que só não aconteceu ainda pelas consequências que trará para a Lava Jato mas, sobretudo, pela reação da matilha morobolsonarista barulhenta.

Os acontecimentos se precipitarão neste final de mês.

 

a25ba0f02d020691809cbe79dc403604

28 respostas

  1. Não há como reter o bonde da História. Moro, DD e Lava Jato ultrapassaram o prazo de validade. Era só tirar o PT, acabar com a engenharia pesada e entregar Embraer e Petrobras. Missão dada…..missão cumprida. Eles só esqueceram uma coisa: quem os “contratrou” para fazerem isso…..não costuma deixar provas do crime……talquei?

  2. Moro, com os documentos em mãos, viu que ele é o centro da encrenca, mas que por enquanto, é o DD que estão reportando.
    Ele está se antecipando, pois a vez dele irá chegar também, e de muitos outros também.

  3. BOMBA!

    ********

    Mais diálogos inéditos ainda nesta 6ª em “O É da Coisa” e neste blog Reinaldo Azevedo

    26/07/2019 07h12

    (…)
    MAIS DIÁLOGOS INÉDITOS que formam o seguinte polinômio: eleições, palestra clandestina, banqueiros, membro da Lava Jato e um ministro do Supremo.
    Sim, é um troço de extrema gravidade, como vocês verão.

    Fonte: https://reinaldoazevedo.blogosfera.uol.com.br/2019/07/26/mais-dialogos-ineditos-ainda-nesta-6a-em-o-e-da-coisa-e-neste-blog/?cmpid=copiaecola

    1. DD [Demônio (por) Dinheiro], vulgo ‘Delta’, segundo o comparsa Robito da turma do “Lindão”, o juiz ladrão ‘SUJO mor(T)o’ e demais comparsas já foram convocados para deporem sob vara?!
      Ah este ‘MINIstério’ PRIVADA nazigolpista e corrupto!

    2. Como diria o grande músico Mussum (qualificação apagada por sua participação em Os Trapalhões): Cacildes!

  4. Parece que os proprietários da empresa que contrataram a palestra tinham algum vínculo com o PT.
    Muito provavelmente a cobertura da grande mídia sobre esse diálogo vai ser toda concentrada nesse fato.

  5. Se não me engano, TODOS os desembargadores do TRF-4, exceto Favreto, quando tiveram a oportunidade de frear o criminoso Sergio Marreco e a quadrilha lavajateira de DD Pato Branco, decidiram que o gangster Moro e sua Operação Lavajateira tinham direito a tudo, pois situações excepcionais requerem ações excepcionais.

    Ótimo que o agora indignado desembargador Jorge Antonio Maurique, do TRF-4, tome essa posição. Mas será que ele não foi um dos que deram a carta branca ao gangster lesa-pátria Sergio Moro naquela decisão? E se tiver sido assim, não caberia ao toga Maurique fazer antes uma autocrítica, pelo menos?

    1. Quem julgava os crímes de sergio moro era a 8° turma .Os 3 delinquentes que atuavam nela eram os “parceiros’ Laus, ,Paulsen(hoje presidente daquele antro maçom) e o amigo e admirador gebran. O patético e também DELINQUENTE thompsom flores era o carimbador das ações da quadrilha da 8° turma.

      1. Errado. A decisão a que me referi foi tomada pelo plenário completo do tribunal TRF-4, por 13 votos a 1 (do Favreto): “O Tribunal Regional Federal da 4ª Região decidiu, nesta quinta-feira (22/9/2016) que a operação “lava jato” não precisa seguir as regras dos processos comuns. (…) Por 13 votos a 1, a corte considerou “incensurável” a conduta do juiz.“.

        Veja em https://www.conjur.com.br/2016-set-23/lava-jato-nao-seguir-regras-casos-comuns-trf

        1. Pois é… se não vai seguir as regras dos processos comuns, qual regra será? Isso não equivaleria à regra do vale tudo? Como é que o TRF4 determina o uso de meios processuais que não estão nas normas? Seria o cheque em branco para Moro? Se assim for, todo o TRF4 está também assumiu o ônus de sua posição conivente com os desmandos do marreco. Portanto, o TRF4 também se posicionou contrário às leis ao criar a liberdade processual para Moro… isso não é crime?

      2. Dá para assustar quando um ministro da turma de Porto Alegre confirma a falacia que a condenação do Lula é um primor de sentença. Se houvesse seriedade esta turma da Vaza jato e estes ministro deveriam serem processados e metidos numa cela na Papuda, perdendo todas as benesses que usufruem. Mas, é como dizem lá em Minas: Um gambá cheira o outro.

  6. Não me canso de repetir: A Fraude a Jato É E SEMPRE FOI uma ORCRIM institucional e o sistema judiciário brasileiro – nele inclusas as polícias, os MPs, seja dos estados seja da União, assim como tribunais e juizados de todas as instâncias e esferas – está eivado de criminosos, assim com a cúpula e a maior parte das FFAA. O golpe de Estado nada de braçada exatamente porque esses poderes e instituições do Estado foram cooptados/comprados/corrompidos pelo Deep State estadunidense, que contra todos eles tem dossiês detalhados sobre os diversos crimes e falcatruas de que participaram ao longo dos anos. O PIG/PPV sempre foi porta voz do alto comando internacional do golpe. A criminalização da política serviu para que as maltas e matilhas bozonaristas se excitassem e pudessem colocar o criminoso bronco na cadeira presidencial, contando, claro, com a providencial ajuda da SEI, do ssitema judiciário cooptado e dos Thompson Flores para forjar uma vitória eleitoral numa eleição farsesca e fraudulenta, como a de outubro passado. Qualquer cidadão alfabetizado polìticamente e não cegado pelo ódio sabe que os criminosos estão no aparelho de Estado e que as vítimas são o Presidente Lula e outros líderes políticos populares, além dos milhões de trabalhadores e excluídos que eles representam. Embora os golpistas estejam vencendo TODAS as etapas da guerra híbrida e tenham todos os poderes do Estado em suas mãos, para destruí-lo e entregá-lo aos gringos, moral, histórica, ética, histórica, sociológica, política e jurìdicamente eles estão sendo e serão fragorosamente derrotados. E não vale usar o clichê segundo o qual “a história e é contada pelos vencedores”; se assim fosse nenhum de nós saberia que na América do Sul houve ditaduras militares patrocinadas pelos EEUU, as quais perseguiam, torturavam e assassinavam opositores políticos.

    Nem Dartagnan Propanolol nem qualquer outro criminoso lavajateiro, do sistema judiciário, das hostes militares ou do clã bozo-miliciano será afastado do(s) cargo(s) público(s) ou punido(s) pelos crimes em série que vêm cometendo; pelo menos no curto prazo.

  7. Para que essa zona possa ser “arrumada” tem que tirar os seus dois principais “CABRONES”, o DD e o Moro.

  8. E eu só comendo pipoca com as pernas levantadas no sofá, croc croc croc grande Green!!! assando o golpe em fogo baixo, haja pipoca…

  9. Os arara-raques teriam hackeado deputados, senadores, ministros e até o crentinho cor de rosa.

    O fascista-presidente teria tido conversas gravadas e, caso isto tivesse acontecido, seria crime contra a segurança nacional.
    Mas quando o juiz de Curitiba mandou vazar conversas da Presidente Dilma Roussef, ninguém achou que era crime contra a segurança nacional.

    O curioso é que, até agora, ninguém mencionou nenhum militar hackeado.

    Por que será?

    Não acham estranho?

  10. Agosto, né? Sempre um mês complicado pro Brasil. Aliás:.. já marca na agenda: agosto de que 2019 a câmara aceita o pedido de impeachment do Bolsonaro, pois até lá o Mourão vai poder assumir ao invés de ter novas eleições.

  11. Agosto é mês de cachorro louco e esse procurador guloso por dinheiro fatalmente irá se lascar e pode levar outros juntos. Nossa história está repleta de acontecimentos estranhos. Com a palavra o STF-Supremo Tucanato Federal…

  12. Agosto é mês de cachorro louco e esse procurador guloso por dinheiro fatalmente irá se lascar e pode levar outros juntos. Nossa história está repleta de acontecimentos estranhos nesse mês. Com a palavra o STF-Supremo Tucanato Federal…

  13. Apenas uma curiosidade. No final do governo de Getúlio (1954), começaram a pipocar notícias de escândalos no Banco do Brasil. Eis então que um funcionário da instituição entregou ao deputado José Bonifácio Andrada (sim, parente dos Andradas do Brasil império) farto material envolvendo trambiques com recursos do Banco. O deputado não se fez de rogado: à semelhança do Greenwald, passou a liberar suas informações a conta gotas em discursos na câmara, esticando o escândalo até não mais poder (Fonte: Conversa com a Memória, Villas-Bôas Corrêa)

  14. Os grãos-maçons irão se reunir… talvez concedam o Quite Placet Ex-Ofício a a seus irmão Russo e DD , os quais estão a sujar a História de honestidade e serviço que a maçonaria sempre prestou ao Brasil…..

  15. Só para lembrar: Prestes ficou preso durante 9 anos e a constituição da época foi rasgada pelo STF. Só saiu com a chegada da 2ª Guerra Mundial! O nosso STF não tem nenhum momento de coragem e postura de independência dos seus magistrados como um todo!

  16. olha Brito, eu já não sei mais se cai ou não. depois de tanto, e agora com a ameaça de expulsão do Glenn. continuam usando a máquina pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *